SECÇÕES
Secção de Anestesia Pediátrica
Secção de Anestesiologia Obstétrica

Direcção:
- Presidente: Filipa Lança
- Secretária: Joana Carvalhas
- Vogal: José Bismarka

Estatutos:
Artigo 1º – Definição
A secção de Anestesiologia Obstétrica é uma secção autónoma, mas integrada no conjunto de actividades da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia (SPA), conforme foi aprovado na Assembleia Geral de 5 de Fevereiro de 2010.

Artigo 2º – Objectivos
a) Aprofundar e divulgar os conhecimentos sobre esta área da Anestesiologia, tanto entre os anestesiologistas que a ela se dedicam mais particularmente, como a outros profissionais de saúde que de qualquer modo estejam envolvidos no seu âmbito, constituindo-se como um fórum de discussão das questões específicas ao período periparto.

b) Promover a excelência dos cuidados clínicos, educação pré e pósgraduada e investigação na Anestesiologia em Obstetrícia; nomeadamente chamando a si a orientação de estudos multicêntricos a nível nacional.

c) Constituir-se como interlocutor preferencial dentro da SPA para todos os assuntos respeitantes a esta área.

d) Promover a ligação com outras organizações que tenham objectivos similares, estabelecendo os contactos julgados úteis com pessoas individuais e colectivas, nacionais ou estrangeiras.

e) Coordenar programas de intercâmbio técnico científico.

f) Representar-se em Portugal ou no estrangeiro em eventos científicos a pedido da SPA.

g) Elaborar a programação científica dos congressos nesta área, sempre que solicitados pela SPA e organizar as suas próprias reuniões com uma periodicidade pelo menos bienal.

h) Promover, dentro do seu contexto restrito, a valorização do título de médico especialista em Anestesiologia, em sintonia com as acções que a SPA entender desenvolver nesse sentido.

Artigo 3º – Órgãos Directivos
a) A Direcção da Secção será constituída por: 1 presidente, 1 secretário, 1 vogal.

b) Um dos elementos da Direcção deverá ser representante permanente desta junto do Conselho Geral da SPA.

c) A eleição dos órgãos directivos terá lugar de 3 em 3 anos podendo os seus membros ser reeleitos por mais um único período sucessivo. A eleição será realizada em Assembleia Geral da Secção por escrutínio secreto entre os membros efectivos e diz respeito aos órgãos directivos na sua totalidade. A eleição será obtida por maioria, exigindo-se a presença de um mínimo de metade dos membros efectivos. Se não for este o caso, 30 minutos depois da hora marcada para o início da assembleia, a eleição processar-se-á nos mesmos moldes seja qual for o número de membros efectivos presentes. Aceitam-se votos pelo correio desde que em envelope fechado dirigido ao Presidente da Secção e só aberto perante a Assembleia. Se por qualquer motivo vagar um dos lugares directivos, a eleição para esse lugar realizar-se-á nos mesmos moldes já referidos, na próxima Assembleia-geral da secção.

Serão aceites listas completas para os órgãos directivos até dois meses antes da data marcada para as eleições; essas listas têm que ser subscritas por um mínimo de 20% dos membros efectivos; a Direcção cessante pode propor a sua lista sem ter que obedecer a este condicionalismo. Será dado conhecimento aos membros efectivos da secção, da lista ou listas existentes até dois meses antes da Assembleia Geral.

d) Os órgãos directivos reunir-se-ão sempre que o Presidente, ou a maioria dos seus elementos, ou a maioria dos seus membros efectivos o julgue oportuno e obrigatoriamente uma vez por ano.

e) Será incumbência da Direcção assegurar o disposto na alínea g) do artigo 2º.

Artigo 4º – Membros
Existirão três tipos de membros:

Membros Fundadores – Serão obrigatoriamente membros da SPA e aqueles que exercem há pelo menos um ano um quinto da sua atividade semanal em Anastesia Obstétrica.

Membros Efectivos – Serão obrigatoriamente membros da SPA e propostos por dois membros fundadores (durante o primeiro triénio). Posteriormente, poderão sê-lo os propostos por dois membros efectivos e se essa proposta for aceite por maioria em Assembleia Geral da Secção.

Membros não titulares -: Propostos em moldes idênticos aos membros efectivos, podendo participar nas reuniões da SO, mas sem direito de voto.e com as seguintes categorias:a

– Agregados: médicos internos de Anestesiologia membros da SPA e médicos especialistas inscritos nos colégios da Ordem dos Médicos Portuguesa
– Correspondentes: médicos especialistas estrangeiros de reconhecido mérito;
– Honorários: as individualidades que, pela valia dos seus trabalhos ou pelo contributo relevante prestado à SPA, justifiquem atribuição de tal distinção.

Artigo 5º
Tudo o que não estiver abrangido pelos estatutos desta Secção será regido pelos estatutos da SPA.

Secção de Medicina Intensiva

Direcção:
- Pais Martins – Presidente  | spa@spanestesiologia.pt
- Catarina Dourado – Secretária
- Fernando Abelha, Cristina Granja, João Paulo Pina, Catarina Dorado – Vogais

Estatutos da Secção de Medicina Intensiva da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia

Denominação:
A Secção de Medicina Intensiva da SPA (doravante) denominada de SMI/SPA é uma Secção da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia que visa divulgar e profundar os conhecimentos da Medicina Intensiva junto aos sócios da SPA.

Duração e Sede:
A SMI/SPA tem duração indeterminada e tem a sua sede na SPA, Centro de Escritórios Campo Grande, Av. do Brasil, nº 1 – 5º andar, Sala 7, 1749-028 Lisboa.

Objectivos:
Os objectivos da SMI/SPA são, fundamentalmente, o desenvolvimento do saber e do conhecimento relacionado com a Medicina Intensiva, a defesa da Anestesiologia Portuguesa como Especialidade perita no tratamento do doente crítico e o desenvolvimento de estratégias activas e intervenientes junto às organizações nacionais de Cuidados Intensivos, nomeadamente junto à Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos e junto ao Colégio da Sub-Especialidade de Medicina Intensiva, através de:

1. Organização de reuniões para discussão de todos os problemas relacionados com o papel da Anestesiologia como Especialidade perita em Medicina Intensiva, sob a forma de encontros e cursos;
2. Papel activo na Organização do Congresso Anual da SPA, nomeadamente com uma área dedicada à Medicina Intensiva;
3. Compilar e divulgar documentos científicos entre os seus membros;
4. Estimular a o envio para publicação de artigos dedicados ao doente crítico, de comprovado interesse e validação científica na revista da SPA;
5. Criação de uma página dentro do site da SPA dedicada à Medicina Intensiva.

Associados:
Todos os associados deverão estar inscritos na SPA. Existirão as seguintes categorias de sócios:

1. Fundadores – todos os anestesiologistas portugueses que subscreveram o pedido de criação da Secção;
2. Titulares anestesiologistas/intensivistas – todos os anestesiologistas portugueses inscritos na SPA, com o título de Sub-Especialista em Medicina Intensiva e inscritos no Colégio da Sub-Especialidade;
3. Titulares – todos os anestesiologistas portugueses inscritos na SPA, possuidores do título de especialista em Anestesiologia. Órgãos da SMI/SPA. A direcção da SMI/SPA, é composta por um presidente, um secretário-geral e 4 vogais, eleitos sob proposta da direcção da SPA e escrutinada pela Assembleia-geral e por um período de três anos.

Compete à direcção:
1. Dar execução às deliberações da SPA;
2. Elaborar o programa de acção a executar no ano económico;
3. Elaborar o relatório das actividades desenvolvidas durante o ano económico findo, e dele dar conhecimento à Direcção da SPA;
4. Promover a realização de todas as acções necessárias e convenientes à prossecução dos objectivos da Secção;
5. Promover a edição de documentação de interesso para os sócios;
6. Exigir atempadamente dos sócios a sua quotização anual.

Órgão Directivo da Secção de Medicina Intensiva da SPA triénio 2013/2015:
Presidente: Pais Martins
Secretário: Joana Estilita
Vogais: Fernando Abelha, Cristina Granja, João Paulo Pina, Catarina Dorado

A direcção, reúne ordinariamente uma vez por ano em dia a acordar antecipadamente entre os elementos que a compõem, ou extraordinariamente sempre que convocada pelo respectivo presidente, por sua iniciativa ou a requerimento de, pelo menos, dois dos seus elementos.
A direcção delibera validamente, por maioria absoluta de votos sempre que estejam presentes nas suas reuniões a votações, pelo menos três dos seus membros, tendo o presidente, em caso de empate, voto de qualidade.

Receitas e despesas:
1. Constituem receitas da Secção:

a. As quotas pagas pelos sócios;
b. Os subsídios, donativos a legados que lhe sejam atribuídos.

2. A quota anual será paga por lodos os sócios, podendo o seu montante ser actualizado sempre que a direcção da SMI/SPA o ache conveniente, mediante proposta da direcção e com o acordo do Presidente da SPA.

Secção de NeuroAnesteseologia

Direcção:
- Presidente: Maria José Pinto de Barros Pereira
- Vice-Presidente: Pedro de Pinho e Costa Amorim
- Secretários: Maria João Santos Fernandes Pereira e Andreia Sofia Marques da Silva
- Vogais: Ana S. Ribeiro Raimundo, Andreia Costa, Helena Santos e José Gonçalo Durães de Sousa

ESTATUTOS:

ARTIGO 1º – Definição
A Secção de Neuroanestesiologia é uma secção autónoma, mas integrada no conjunto de atividades da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia (SPA), conforme foi aprovado na Assembleia Geral de 10 de Março de 2016.

ARTIGO 2º – Objectivos
a) Aprofundar e divulgar os conhecimentos sobre esta área da Anestesiologia, tanto entre os Anestesiologistas que a ela se dedicam mais particularmente, como a outros profissionais de saúde que de qualquer modo estejam envolvidos no seu âmbito, constituindo-se como um fórum de discussão das questões específicas a esta área.

b) Promover a excelência dos cuidados clínicos e da educação pré e pós graduada da Neuroanestesiologia.

c) Promover a investigação na área da Neuroanestesiologia, promovendo a orientação de estudos multicêntricos a nível nacional.

d) Constituir-se como interlocutor preferencial, dentro da SPA, para os assuntos respeitantes a esta área.

e) Promover a ligação com outras organizações que tenham objetivos similares, estabelecendo os contatos julgados úteis com pessoas individuais e coletivas, nacionais ou estrangeiras.

f) Propor e apoiar medidas que, no âmbito das suas áreas, contribuam para a melhoria da Neuroanestesiologia.

g) Coordenar programas de intercâmbio técnico científico.

h) Representar-se em Portugal ou no estrangeiro em eventos científicos, a pedido da SPA.

i) Elaborar a programação de eventos científicos nesta área sempre que solicitados pela SPA e organizar as suas próprias reuniões com uma periodicidade, pelo menos, bienal.

j) Promover, dentro do seu contexto restrito, a valorização das competências em Neuroanestesiologia dos médicos em formação.

k) Promover a interação com outras especialidades, nomeadamente Neurocirurgia, Neurorradiologia, Neurologia, Neurofisiologia, Neuropsicologia e Medicina Intensiva.

ARTIGO 3º – Órgãos Diretivos
a) A Direção da Secção será constituída por 8 elementos:

- 1 presidente,
- 1 vice-presidente,
- 2 secretários,
- 4 vogais.

b) Um dos elementos da Direção deverá ser representante permanente desta junto do Conselho Geral da SPA.

c) A eleição dos órgãos diretivos terá lugar de 3 em 3 anos podendo os seus membros ser reeleitos por mais um único período sucessivo. A eleição será realizada em Assembleia Geral da Secção por escrutínio secreto entre os membros efetivos e diz respeito aos órgãos diretivos na sua totalidade. A eleição será obtida por maioria, exigindo-se a presença de um mínimo de metade dos membros efetivos. Se não for este o caso, 30 minutos depois da hora marcada para o início da Assembleia, a eleição processar-se-á nos mesmos moldes seja qual for o número de membros efetivos presentes. Aceitam-se Estatutos da Secção de Neuroanestesiologia | SPA 3/4 votos pelo correio desde que em envelope fechado dirigido ao Presidente da Secção e só aberto perante a Assembleia. Se por qualquer motivo vagar um dos lugares diretivos, a eleição para esse lugar realizar-se-á nos mesmos moldes já referidos, na Assembleia Geral da Secção seguinte. Serão aceites listas completas para os órgãos diretivos até dois meses antes da data marcada para as eleições; essas listas têm que ser subscritas por um mínimo de 20% dos membros efetivos; a Direcção cessante pode propor a sua lista sem ter que obedecer a este condicionalismo. Será dado conhecimento aos membros efetivos da Secção, da lista ou listas existentes até dois meses antes da Assembleia Geral.

d) Os órgãos diretivos reunir-se-ão sempre que o Presidente, ou a maioria dos seus elementos, ou a maioria dos seus membros efetivos o julgue oportuno, e obrigatoriamente uma vez por ano.

e) Será incumbência da Direção assegurar o disposto na alínea i) do artigo 2º.

f) Cabe à Direção da Secção convocar uma Assembleia Geral anual ordinária.

Poderá ser proposta a realização de uma Assembleia Geral extraordinária por 20% dos membros da Secção.

ARTIGO 4º – Membros
Existem três tipos de membros:
a) Membros Fundadores – São sócios da SPA que propuseram a criação da Secção de Neuroanestesiologia.

b) Membros Efetivos – São obrigatoriamente sócios da SPA com atividade regular na Neuroanestesiologia e/ou Neurointensivismo, propostos inicialmente por dois membros fundadores. Posteriormente, poderão ser propostos por dois membros efetivos.
§ único: Todos os membros fundadores são considerados membros efetivos desde que mantenham as quotas da SPA regularizadas.

c) Membros Associados: Propostos em moldes idênticos aos membros efetivos, Estatutos da Secção de Neuroanestesiologia | SPA 4/4 podendo participar nas reuniões da Secção de Neuroanestesiologia, mas sem direito de voto e com as seguintes categorias:

- Agregados: médicos internos de Anestesiologia sócios da SPA e médicos especialistas inscritos nos colégios da Ordem dos Médicos Portuguesa;
- Correspondentes: médicos especialistas estrangeiros de reconhecido mérito; estes carecem de aprovação em Assembleia Geral da Secção;
- Honorários: as individualidades que, pela relevância dos seus contributos prestados à Neuroanestesiologia, justifiquem a atribuição de tal distinção; estes carecem de aprovação em Assembleia Geral da Secção.

ARTIGO 5º
Tudo o que não estiver abrangido pelos estatutos desta Secção será regido pelos estatutos da SPA.

DOWNLOADS:

Estatutos
Orgão Diretivo

Secção de Simulação Médica

Direcção:
- Presidente: Francisco José Palma Maio de Matos
- Secretário: Marcos Paulo Gouveia Ramos
- 1º Vogal: Vítor Manuel Lopes Fernandes Almeida

Secção de Anestesiologia para Cirurgia de Ambulatório

Direcção:
- Presidente: Vicente Vieira
- Vice-Presidente: Ana Marcos
- Secretário: José Miguel Silva Pinto

Downloads:
- Estatutos da Secção de Anestesia para Cirurgia de Ambulatório

Secção da Qualidade e Segurança

Corpos Sociais:
- Presidente: Joana Irene de Barros Mourão
- Vice-Presidente: Luciane de Jesus Pereira

Vogais:
- Cláudia Marisa Hilário Dias Alves, 
- Lisbete Marisa Neto Cordeiro Perdigão;
- Nádia Andrade;
- Maria Susana de Freitas Gonçalves da Costa Cadilha.

DOWNLOADS:
Estatutos
Recomendações Verificação do Equipamento Anestésico
Lista de Transferência do Doente do Bloco Operatório para a UCPA

Secção de Internos da Sociedade Portuguesa de Anestesiologia – Portuguese Trainee Network (SI/SPA-PTN)

Direção
- Presidente: Diana Leite, Centro Hospitalar de São João, 4º ano
- Vice-Presidente: Liliana Borges Paulo, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, 4ºano
- Secretária: Filipa Marques, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, 3ºano
- 1º Vogal: Nuno Lareiro, Centro Hospitalar do Baixo Vouga, 4º ano
- 2º Vogal: Ana Margarida Santos, Unidade Local de Saúde de Matosinhos, 4º ano

Mesa da Assembleia Geral
- Presidente: Francisco Valente, Centro Hospitalar de Lisboa Central, 4º ano
- Vice-Presidente: Maria João Costa, Centro Hospitalar do Porto, 4º ano

Contacto: internosanestesia@spanestesiologia.pt

Downloads:
Minuta da Acta da Segunda Assembleia Geral da SI-SPA/PTN
Estatutos da Secção de Internos

Secção de Anestesiologia em Cirurgia Cardiotorácica

Direção
- Dr. João Viterbo (Grau de consultor, Centro Hospitalar São João) - Presidente;
- Dr.ª Mara Vieira (Grau de Consultor, Hospital Central do Funchal) - Secretário;
- Dr. Hugo Vilela (Grau de Consultor, Centro Hospitalar Lisboa Norte) - Vogal.

Downloads
Estatutos